25 de agosto de 2009

como poderia deixar de amar?
se meu caminho é feito de Amor.
se desperta o melhor que há em mim...
como poderia não ter saudade?
se só assim me sinto menos só.

que as melodias de quem ama,
se espalhem como o vento...
em valsa de momentos,
em pautas de desalento.

que o silêncio de quem ama,
seja como a chuva, meiga e quieta...
que nos lava a alma...
triste e sedenta...

como poderia deixar de sonhar?
de acreditar...